Autocuidado em Novos Tempos

Pausar, respirar e se cuidar.  

Autocuidado tem sido uma das palavras mais procuradas no Google nesses últimos meses. E com isso me fez refletir que é uma consequência desencadeada do nosso estilo de vida durante a década passada, cheia de excessos, informações e consumo. Um estilo de vida viciado em manter uma rotina sem tempo, como se fosse sinônimo de pessoas bem sucedidas. 
O autocuidado mais do que nunca, está inserido nessa nova época e para todos que estão passando por essa transformação de sociedade juntos, começam a entender que o autocuidado virou uma prioridade que antes não existia.

E para enxergar o que é autocuidado para si, é necessário pausar e  desacelerar a mente. Sem a pressão da geração “preciso ser produtivo o dia inteiro” que está sendo algo tão desejado nesse isolamento social.
Já não temos a necessidade de estar em todos os lugares ou saber de tudo estar, precisamos estar bem é conosco.

Gosto de levantar esse questionamento do pausar e desacelerar, pois está diretamente atrelado com o movimento slow living.
Para quem não conhece, “é um tanto estilo de vida e quanto uma filosofia em comportamento de produção e consumo. Suas decisões de compra são baseadas em um senso comum de atributos e valores das marcas que enfatizam a qualidade sobre a quantidade, a autenticidade e as responsabilidades ambientais e sociais.”  Jason Drebitko, consultor americano de desenvolvimento de negócios.

Ou seja, diferenciamos o bem-estar essencial do dispensável.

Dar o primeiro passo para o autocuidado é respeitar seus limites e seguir seu próprio ritmo, que não é fácil, mas não impossível!

Comece desacelerando, fazendo pequenas pausas na sua rotina, respire e se cuide!

Olá Mundão!

Chegamos em meio de grandes mudanças acontecendo para ser fazer nossa parte também!

O mundo pode não ser hoje como Os Jetsons nos mostraram, mas reconhecemos que em poucos anos grandes mudanças aconteceram. O fato é que no lugar dos carros voadores ganhamos uma consciência maior do nosso impacto no mundo, e isso tem refletido em um consumo mais consciente; na vontade de integrar-se ao mundo, no lugar de transformá-lo inconsequentemente.

Nascemos como fruto dessa mudança, colaborando para a criação de costumes mais sustentáveis. A Globalização criou mais do que novos hábitos de consumo. Ela desbloqueou uma nova consciência de pertencimento e união entre Planeta e Seres Humanos.

A conscientização do brasileiro em relação ao Meio Ambiente aumentou 30% nos últimos 15 anos*.

Novas formas de pensar, de pesquisar e de consumir. O mundo muda o tempo todo, e a sociedade não tem ficado para trás. Já realizamos ações, feiras criativas, eventos e talks pelo Encontro de Criadores, como todas as ações eram presenciais decidimos que era hora de deixar as ideias tomarem novos ares para surgirem novas soluções. Pensando assim que entendemos que seria possível colaborar de uma maneira digital, leve e que levasse valor tanto para os produtores quanto ao público final.

A Difusa se materializa em uma box com produtos de marcas que lutam para criar uma nova relação de consumo. O produtor foca no que faz de melhor, fazemos a curadoria, conectamos as pessoas, criamos uma rede consciente, levando para sua casa todo mês uma história contata com produtos que farão parte do seu dia-a-dia. 

Costumes mais sustentáveis ajudam na construção de um mundo melhor.

Faça parte da mudança, Difusa.